Seguidores

sábado, 14 de maio de 2011

Q de qualidade

Os vereadores têm até o final de setembro para elaborar uma proposta de emenda à Lei Orgânica do Município estipulando a nova quantidade de cadeiras para a próxima legislatura que, em Santos Dumont, poderá ser de até 13 vereadores.

No Jornal Mensagem desta semana, estão estampadas as opiniões dos Vereadores Flávio, Cláudio e Labenert.

Inicialmente, o Vereador Flávio é contra o aumento de cadeiras, que é a medida mais acertada na opinião dele e na nossa, mas, ao mesmo tempo, afirma que votaria por 11, se este for um número de consenso com os demais vereadores.

O Vereador Cláudio afirma que ainda não tem opinião formada, mas que não é favorável ao limite máximo (13) e que irá buscar uma representatividade mais justa (11).

O Vereador Labenert também ainda não tem opinião formada e, antes de decidir, precisa conversar bastante com os demais vereadores.

Não sabemos a opinião dos demais, mas para tomar esta decisão, os nossos nobres Vereadores Afonso, Altamir, Carlos, Cláudio, Everaldo, Flávio, Labenert, Norberto e Sandra precisam estar conscientes de que são os nossos representantes e devem votar de acordo com a nossa vontade, porque quem paga o salário tem o direito de exigir que a sua vontade seja respeitada.

Gostaríamos que os Vereadores, após a votação desta emenda à Lei Orgânica, fizessem a sua declaração de voto, um a um, para que alguns não se escondam atrás do maldito voto secreto, que já deveria ter acabado há muito tempo. Nós temos o direito de saber como estão votando os nossos representantes.

Para saber qual é a nossa vontade, 9 ou até 13 vereadores, é necessário que se faça uma consulta à população: se ela quer que o atual número seja mantido ou se deseja aumentá-lo e para quanto. E esta consulta não pode ser um referendo e deveria ser um plebiscito, porque o referendo é uma consulta popular feita DEPOIS da aprovação de uma lei, seja ela complementar, ordinária ou emenda à Lei Orgânica. No plebiscito, ao contrário, a consulta é feita ANTES da sua elaboração da lei.

Elaborem esta emenda corretamente, pensando na população e esqueçam-se do corporativismo. Votem de acordo com o povo e não emitam opiniões particulares, aumentando as cadeiras para beneficiar aliados políticos ou aumentar as chances de uma reeleição.

O povo quer qualidade e não quantidade. Quantidade não quer dizer qualidade e a qualidade que o povo exige é a de serviços prestados.

2 comentários:

  1. Alexandre Ribeiro18 de maio de 2011 10:56

    Temos que fazer uma grande observação na seguinte questão. O aumento das cadeiras tem que obedecer o art 29, VI, "b" e VII da CF, ou seja, se a despesa dos 09 vereadores já atingiu o patamar de 5% da receita bruta do Municipio, o aumento na quantidade de cadeiras não vai aumentar o custo com o subsídio, tendo que obrigatoriamente o subsídio ser ajustado para a complemntação de mais cadeiras. Lembremos que neste caso não podemos invocar o principio da irredutibilidade salarial. Portanto, se não afetar essa despesa, não vejo problema em ser 13 cadeiras.

    ResponderExcluir
  2. Segundo a Emenda Constitucional nº. 58/2009, o repasse das Câmaras Municipais para Municípios com população de até 100.000 (cem mil) habitantes será de 7% (sete por cento). Não entendo muito bem sobre este assunto, mas não acredito que vá haver readequação de subsídios dos vereadores. Os subsídios foram aumentados a partir de 01/04/2011 em 6,80%, no último dia 16, amparados pela Contituição Federal, porque se os subsídios não fossem aumentados, os servidores da Câmara também não teriam aumento. Você já observou quanto é devolvido ao Executivo pela Câmara Municipal no final do ano? Mais de R$ 500.000,00! Com aumento ou não das cadeiras no Legislativo, nossa cidade precisa é de Vereadores comprometidos com a população, responsáveis, que se atualizem constantemente, reciclados nos seus conhecimentos e que não estejam preocupados em se reeleger ou eleger seus candidatos. Estamos cansados da POLITICAGEM que reina na nossa cidade!

    ResponderExcluir

Por favor leia antes de comentar:

1. Recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem.
2. Os comentários são todos moderados;
3. Escreva apenas o que for referente ao tema;
4. Ofensas pessoais ou spam não serão aceitos;
5. Comentários Anônimos serão deletados:
6. Comentário escrito caixa alta (todas as letras maiúsculas) serão deletados.

Obrigada por sua visita e volte sempre!